quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Reestruturação

Foi enviado pelo Governo à Assembléia Legislativa, divulgado pela imprensa, postado no Abordagem Policial e agora citado no Blitz Policial o projeto de lei que visa reestruturar a PMBA, trazendo modificações substanciais à condição atual da corporação. Batalhões como os de Ilhéus, Juazeiro, Vitória da Conquista e Feira de Santana deixariam de existir, criando-se companhias independentes para cobrir as áreas dos municípios. Em sendo aprovado, muda-se a já consolidada nomenclatura das unidades especializadas do interior do estado, nascem novas companhias de policiamento ambiental, subdivide-se o comando de policiamento da capital, faz ressurgir a figura do cabo e subtenente na corporação, insere o aspirante-a-oficial na previsão da GAP, busca-se maior dinâmica no plano de carreira, sobretudo do oficialato, onde reduz-se a possibilidade de permanência nos últimos postos por longo período. São alterações um tanto complexas, visando a adequação aos novos tempos, através da ressucitação de práticas antigas, experimento de inovadoras mudanças; por um lado se contradizendo com recentes reformas, e por outro construindo uma nova face arrojada na estrutura interna. São tantas as modificações propostas que aparentemente não há como concluir se hão de ser realmente positivas ou negativas, é recomendável a todos que tomem ciência antecipadamente das possíveis rupturas na zona de conforto atual, partindo para uma provável nova condição, que certamente causaria resistência em alguns e aceitação em outros. Sempre lembrando do mais importante, por enquanto tudo não passa de um projeto, que pode sofrer profundos cortes, ter sua vigência plena assegurada ou até ser engavetado e esquecido; fica a ansiedade no aguardo ao encaminhamento que será dado ao PROJETO DE LEI Nº 17.659/2008. <- Clique para fazer o download

3 comentários:

al sd jucimar disse...

reestruturação, é tudo que precisa a PMBA, só aqui na BAHIA que não se tem,cabo e subtenete.agora porque ninguém sabe...PRECISA URGENTEMENTE DE REESTRUTURAÇÃO SE VIM SERÁ NA HORA CERTA.

Anônimo disse...

Esse negocio de CIPM não deu certo em Salvador, e não obstante isso, querem multipilica-las. Se CIPM fosse boa, as PMs de MG, SP já a teriam há muito tempo.
PM da Bahia: a ultima no Brasil a ter helicoptero, mas quer ser "vanguardista" com projetos ruins.

Anônimo disse...

Já foi dado o status de "urgente" para a apreciação e votação na Assembléia, no geral acredito que traga mais benefícios a todos nós militares estaduais. Marcelo.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner