sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Auxiliares

Finalmente vai se iniciar o processo seletivo para contratação temporária de 650 auxiliares administrativos para as polícias Civil e Militar, sendo 33 vagas para portadores de necessidades especiais. Aliada à vindoura formatura de mais de 3 mil soldados prevista para dezembro, bem como o lançamento de edital para mais 3200 soldados entre bombeiros e policiais, essa medida deve colaborar com a melhoria do quadro da segurança pública no estado, principalmente na capital, onde já se faz bem presente a Guarda Municipal de Salvador. Há quem tenha restrições ao ingresso dos temporários baseado no receio do vazamento de informações internas, o que parece precipitado, afinal dados sigilosos dificilmente estarão ao acesso dos mesmos, e também espera-se que haja sindicância social visando sondar o passado dos candidatos aprovados antes de ingressarem de fato na prestação do serviço, basta querer. Antes de suspeitar tanto de desconhecidos que ainda nem foram selecionados ou testados, é bom que estejamos alerta para vigiar a conduta dos que há longo período estão ao nosso lado, com vistas a afastar aqueles cujas práticas fujam ao esperado de um policial militar.

Um comentário:

Edson Caio disse...

É extremamente intrigante os receios que ainda perduram nos "pensares" de muitos membros da PMBA,acerca dos novos "servidores públicos temporários".Tal resistência torna-se no mínimo hilária,ou mesmo preconceituosa,vez que vislumbram,supremacia destes,para com aqueles.Pensar que a caserna,irá desabar,e que seus "absolutos sigilos" irão parar nas mãos de criminosos da mais alta periculosidade,é no mínimo,insensato e desprovido de uma sã consciência.Ora,todos nós,temos direito a uma oportunidade,consequentemente,este emprego será de muita valia para aqueles que querem se sentir no mínimo útil.Mas,fico a perguntar?As FFMA,PF,PRF,Universidades Públicas já não adotam tais critérios,vez que servem para decentralizar muitas atividades que seus servidores de carreira não conseguem atender as inúmeras demandas?Ora,a sociedade é dinâmica,logo a procura pela oferta de emprego também o será.Victor,vislumbrou de forma coerente,ao afirmar que nos preocupamos com aqueles que ainda estão por vir,e nos esquecemos dos que já estão aqui dentro por longos anos.Se o fator é a desconfiança,que comecemos então,a partir de agora,olhando para nós mesmos...Abraços.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner