quarta-feira, 20 de maio de 2009

Hormônio

Cerca de 20 membros da torcida organizada "Força Jovem", do Vasco da Gama, foram abordados pela Rondesp depois de agredir torcedores do Bahia no final da manhã desta quarta-feira, próximo ao Dique. Quem quiser que acredite em fanatismo, por certo a explicação mais plausível é que a bandeira do clube seja um mero pretexto infundado para o enfrentamento agressivo entre jovens cuja formação educacional foi falha nesse aspecto, aliando-se ao fluxo hormonal que fisiologicamente justifica certo instinto violento na faixa etária. Se é, de certa forma, "normal" essa avidez pelo combate, se há disposição entre as 2 partes em trocar socos, por que não se filiam a federações esportivas que trabalhem com lutas, passando a duelar em ringues, tatames, conforme regras de artes marciais, com chance até de ganhar prêmios, dinheiro, fazer fama e carreira? "Marcar de se bater" pelo Orkut, como eles fizeram, agendando hora e local, é amadorismo, além de deixar indício de crimes como formação de quadrilha. Bagunça no meio da rua não dá, a polícia chega e tem que reestabelecer a ordem, é assim. Aliás, no caso em questão, os meliantes não foram conduzidos à delegacia por conta da paralisação dos policiais civis... Mas isso é outro assunto. O fato é que está se tornando cansativo e questionável o desgaste policial com torcidas organizadas, tendo por vezes que proteger e defender quem só dá motivos a ser reprimido.

2 comentários:

SD PM Cruz disse...

Parabens a rondesp tropa bem treinada e especial equipada... viva a rondesp.

Dafnis dos Santos disse...

Torcida organizada = a um bando de pitboys que não tem nada mais construtivo pra fazer(isso por pura falta de interesse) vai arrumar confusão na rua, lamentável, parece até que o cérebro deles é do tamanho de uma amêndoa.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner