segunda-feira, 12 de maio de 2008

Revanchismo

Inevitavelmente, aos poucos acabo por me convencer da existência subconsciente de uma corrente revanchista na sociedade, especialmente entre jornalistas e algumas praças, cuja mentalidade é avessa a tudo que mencione o militarismo, talvez ainda como reflexo de mágoas da ditadura. Neste blog já houve diversos manifestos em favor dos soldados da PM, questionando a falta de condições, armamento, equipamento, entre tantas outras carências, e nestas postagens há pouca repercussão, sem maiores comentários. Porém uma simples avaliação do traquejo ocorrido durante um processo de formação trouxe uma onda de comentários nunca antes vistos por aqui, de visitantes que jamais se manifestaram em oportunidades anteriores, nos incontáveis lamentos pela morte de PMs, contra erros da imprensa que vitimam policiais, entre outras representações em defesa da tropa. Mas bastou se falar de hierarquia que formou-se uma coalizão ofensiva contra a opinião defendida, inclusive com citações em outros blogs, além de caráter aparentemente ofensivo ou até subversivo contra postos de comando. O objetivo continua sendo o mesmo, defender os profissionais da segurança de erros e excessos da imprensa, buscar melhorias nas condições de trabalho em geral, sem distinções desnecessárias. Mas perpetua-se a mente pequena que alimenta uma rixa improdutiva entre classes e categorias. Pena.

7 comentários:

Anônimo disse...

Muito me admira praças da PMERJ (a PM mais desmoralizada do Brasil) estarem revoltados com bobagens. Recentemente, o sindicato de policiais civis do Rj divulgou uma NOTA PÚBLICA onde afirmou que o salário dos PCs do RJ jamais deveria ser atralado ao da PM, pois nem se comparava o nível do concurso para ambas as carreiras. Houve revoltinha? Isso sim é humilhação, mas quem cala, consente....

CB Mônica disse...

Infelizmente a situação chegou a esse ponto por causa de nossa administração. E quem são os administrasdores de nossa corporação? Acho que não são os praças meu amigo!

Aqui no Rio nossos oficiais por se agarrarem em modelos antiquados de policiamento estão aos poucos matando a PMERJ. Mas para o praça nada pode piorar, já para o oficial...

http://pracasdapmerj.blogspot.com/

Anônimo disse...

Na era do petismo dominando o país, ressuscitaram a luta de classes. È pobre com rancor da classe média; é negro com ódio de branco e etc. E nas polícias, praças recalcados espumam ódio contra oficiais. Sou tenente da PMBA e cobro tudo que o regulamento me dá direito ,de continência a pontualidade no serviço, e isso incomoda, pois ninguém gosta de ser cobrado e fiscalizado . O que a maioria quer é transformar as PMs em repar tições públicas sem controle, sem comando forte. Existem servidores públicos que passas duas semanas sem pisar os pés no trabalho. A desmilitarização visa a isso, mesmo, a avacalhação geral. O problema é que vejo que a maioria dos tenentes perdeu sua identidade, querendo ser “amiguinho” de praça, como se possuísse sentimento de culpa por ser superior hierárquico. Todos merecem respeito, mas profissionalismo é profissionalismo.
Acho a PM a oitava maravilha do mundo? Não. Gostaria que todos, praças e oficiais, ganhassem bem. Mas não me esqueço de que ingressei voluntariamente na corporação, e se ganho mal, tenho meios de mudar de vida, tal como cursar uma faculdade de direito (na qual estou me formando). Conheço o regulamento militar e sei até onde posso ir. Os oficiais superiores da corporação são marionetes de políticos? São, sim. Mas isso faz parte do serviço público como um todo. Quem tem cargo em comissão joga o jogo do sistema mesmo. Nunca vi um ministro falar mal do presidente.
O jogo é igual para todos, o ingresso no oficialato se dá mediante concurso público, ninguém entrou pela janela.
Não são os oficiais que envergonham a corporação. Não foram oficiais que roubaram caixa de cerveja de caminhão nem que mataram criança de 04 ano com tiro, como ocorreu recentemente aqui em Salvador. Oficiais não promoveram a chacina da Candelária nem de Vigário Geral (onde 100% das vitimas eram inocentes). Olhem para o rabo antes de criticar.

Anônimo disse...

Seus argumentos são ótimos meu caro "SUPERIOR", dá pra ver o porque tem tanto medo que a polícia mude, não saberias ser "CHEFE" sem a opressão de seu regulamento. Acho que vocês terão uma triste surpresa em uma década ou duas. As mudanças virão, mais cedo ou mais tarde, e eu quero ver os déspotas tendo que se virar com homens que foram humilhados a vida toda e finalmente foram libertos do medo do regulamento arcaico e opressivo. Viva aos delegados de policia de todo o Brasil, não vejo um só blog de charlies criticando seus superiores.

Viva a PEC 21.

Anônimo disse...

Calro que agente da pc não se incomoda com delegados..agentes vão trabalhar quando querem e bem entendem, saem das delegacias a hora que querem. Não há fiscalização, cada um faz o que quer

Anônimo disse...

Calro que agente da pc não se incomoda com delegados..agentes vão trabalhar quando querem e bem entendem, saem das delegacias a hora que querem. Não há fiscalização, cada um faz o que quer

arsandrius disse...

gostaria d saber s caso as PMs s desmilitarizassem os que raclamam atualmente passariam a achar bom...pois os sacrífícios exigidos seriam os mesmo particamente!

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner