sábado, 20 de setembro de 2008

Edital CFO 2009

Publicado hoje no Diário Oficial do Estado o Edital do concurso público para o Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar da Bahia. Serão 200 vagas, divididas entre 176 para o sexo masculino e 24 para o feminino, exigindo-se idade mínima de 18 e máxima 30 anos no ato da matrícula, mínimo de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres, ensino médio completo, entre outros requisitos anunciados no documento. Após aprovação no exame de conhecimentos, há ainda o exame psicológico, o médico-odontológico cujos custos são arcados pelo candidato, o teste de aptidão física que tem índices bastante fáceis e ainda assim há gente que negligencia e é eliminada nesta etapa, e finalmente a checagem de documentação e sindicância social contínua para a matrícula. O curso é anunciado para ter início no segundo semestre de 2009, após transcorridas as etapas do certame. Sobre salário, a remuneração estabelecida não tem grandes perspectivas de aumento para o futuro, portanto aqueles que condicionam sua eficência ao aspecto financeiro, aproveitem a abertura das vagas do CFO da PMMS, cujos vencimentos são extremamente superiores aos da PMBA, é só estudar mais que passa. Lá o aluno oficial recebe R$ 3.925,18 segundo o edital, mais de quatro vezes o valor pago na Bahia. Oficial PM não é auditor fiscal, analista técnico, auxiliar administrativo ou qualquer função meramente burocrática que a maioria está apta a exercer, é bom conhecer profundamente a realidade policial e o ambiente militar, antes de optar pela carreira.

7 comentários:

Rocha disse...

Acredito que a PMMS não tem interesse nesse tipo de profissional ligado ao aspecto financeiro. Assim como a PMBA, nossa polícia prima pelo oficial comprometido que independente de questões salariais desenvolva, da melhor maneira possível, atividades inerente à carreira policial.

Willian disse...

Estou de acordo com você, que aqueles que buscam a carreira policial militar não devem se firmar no aspecto financeiro, uma vez que ser policial é uma tarefa cada vez mais difícil. No entanto seus comentários pareceram-me um desacordo com a situação financeira da PMMS, é importante ressaltar que o CFO deste Estado é realizado através de suas co-irmãs, onde, o aluno abre mão de sua presença com familiares por pelo menos 3 anos, e assim como em outras instituições (Inclusive a PMBA) o PM em curso fora de seu Estado faz jus a benefícios (diárias, ajuda de curso, etc.). Contudo acredito que nenhuma instituição PM quando exige maiores salários e assim alcançam desejam com isso, integrantes que "condicionam sua eficiência ao aspecto financeiro" e sim proporcionar as seus policiais condições financeiras para aumentar sua qualidade de vida e aprimorar-se tecnicamente, dentre outras razões. Infelizmente os maus profissionais também usufruem deste direito.

Victor disse...

Agradeço a atenção dos nobres colegas, ao tempo em que justifico a citação da PMMS para que não fique mal esclarecido. É exemplar ver como esta co-irmã alcançou patamar de respeito significativo junto ao governo, algo que devemos invejar positivamente, buscando nos igualar nesta qualidade. Também tenho repúdio aos mercenários que optam pela profissão policial, manifestando meu desestímulo para que ingressem na PMBA. Citar a PMMS foi mero acaso pela coincidência de estar com as vagas abertas atualmente, sei dos bons exemplos e profissionais promissores que os senhores se apresentam já enquanto alunos, então relevem o exemplo sem entrar no mérito corporativo, talvez devesse ter citado outra carreira como escape aos interesses financeiros, fica a lição para uma próxima postagem.

igorstefanini disse...

em primeiro lugar, devo tecer um grande elogio para essa iniciativa, tanto desse blog, quanto o "Abordagem Policial", dos quais sou leitor eventual (não sou assíduo por falta de tempo). Continuem assim, esse é o caminho!

Agora o q mais m surpreendeu foi a foto desse post; é uma do meu 2º ano de cfo, q eu tinha no meu álbum, apaguei e acabei perdendo, época boa, vibração...

Fiquei surpreso e lisonjeado.

Um grande abraço.

Anônimo disse...

interessante, muito interessante ...

vou fazer o cfo, e com fé em Deus, este ano eu passarei. Para que? Por que?

Existem vários fatores. claro que o financeiro conta, mais não com relação a ganhar muito dinheiro. Na minha visão, o oficial não ganha tanto assim, relacionando aos possíveis riscos, da para ganhar mais dinheiro fazendo outras coisas, com garra e com vontade todos crescem. Mas, a segurança financeira me atrai, e claro que não poderia ser diferente, todo professor, médico e agentes de segurança deve ter uma boa estrutura financeira, no mínimo digna.
Outro fator são as outras pessoas. Sim elas influenciam demais, e lá dentro vc será alguem direcionado , vc será alguem nesta sociedade tão injusta, alguem respeitado, e isso é muito importante.
mas de todos os motivos e de todas as possíveis possibilidades que me levam a fazer este concurso, a que eu mais gosto se resume nesta frase: "Ajudar o próximo". Eu fiz um curso de Eng. no CEFET, mas vi que este curso não me ajuda a ajudar ninguem, o administrador não lida com o ser humano, e, hoje, o engenheiro é administrador e isso é péssimo. saí. Fui para um curso na UFBA. mas lá também não é diferente. As pessoas lá só pensam no seu próprio umbigo e não olham o seu semelhante. E o que mais me deixou triste naquela instituição é que as pessoas são totalmente levadas. E alguns pouco podem manipular e fazer com que as outras sigam o que eles querem. Ficou claro para mim no quesito PM na UFBA. Lá posso dizer ao senhores com total segurança, drogas é a coisa mais comum do mundo para eles e eu era uma pessoa que não agradava, que não deixa me influênciar.
Assim, depois de falar tantos temas polêmicos ( Salários, pessoas, PM na UFBA, vontades ...), eu respondo dizendo que eu quero ser um PM para poder ajudar as pessoas, para tentar servir e honrar as cores do meu batalhão, as cores da instituição que eu vou servir, as cores dos meu estado, do meu país. E espero que minha tendência a seguir a área militar seja a que prevaleça e que eu possa ser muito feliz, primeiramenten no CFOPM, na APM, depois, no aspiralato, e, em seguida, no meu oficialato.

sergio disse...

pra chegar a uma corporação militar tem que que superar a si proprio,enfrentamos varios obstaculo principalmente a falta da familha.eu reconheco que hoje estou preparado para cervi a corporação tanto piscologicamente como fisicamente e vou ser muito feliz por esta fazendo uma coisda que gosto e vou superar todos os obstaculo!

Anônimo disse...

realmente é um sonho o cfo mas é bom raciocinar a respeito de alguns jovens que acha que cfo é poder,reconhecimento social etc.portar uma arma não é para qualquer um,por exemplo um militar está em um dia de folga por infelicidade se envolve em uma descurssão com um sujeito revoltado,será que é qualquer candidato que está preparado para esse tipo de situação acho que não porisso é importante que o candidato seja realmente capacitado e tenha uma ótima educação de berço.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner