segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Insensatez

A bazófia em torno do caso em Santo André não tem mais fim, só se fala disso, e o pior, das formas mais deploráveis possíveis. A imprensa manteve-se em incessante perseguição a modos de auferir mais audiência e consequentemente angariar mais lucro, mentalidade irresponsável que muito interferiu na possibilidade de uma conclusão mais exitosa do caso, a exemplo do que fez Sônia Abrão, entrevistando o criminoso em seu programa por telefone, impedindo assim que a polícia mantivesse a negociação, e dando corda, combustível para a mente do bandido. Após o fato, os programas e jornais abrem espaço para incontáveis especialistas que às vezes jamais estiveram à frente de uma negociação real ou sequer foram policiais um dia. É triste e cômico ver os mirabolantes planos hollywoodianos de entrada tática, só faltou teletransporte nas simulações apresentadas por quem dificilmente teria capacidade autorizar experimentos perigosos enquanto a ação se desenrolava, mas depois do desfecho quer dar seu pitaco crítico. Parte da população também faz vergonha, lotando o velório da vítima para regozijar-se sacando o celular e tirando fotos do corpo no caixão, tremenda imoralidade, e seguem ao lado da já citada imprensa descompromissada. Ambos desconhecem, por opção ou ignorância, que muitas vezes a polícia também é vítima em diversos casos. Se tomassem conhecimento das carências, falta de equipamentos, armas, material, precariedade de estruturas e inexistência de instruções, possivelmente se colocariam ao lado dos combatentes em busca de melhores condições para execução do serviço. Mas preferem dominar-se pela emotividade e divagar sem lucidez sobre o que desconhecem.

5 comentários:

Borges disse...

E a sociedade mais uma vez sendo guiada por esses meios de comunicação insanos.

Só Deus!

Miguel Barbosa disse...

Concordo plenamente com vocês. Eu evito até discutir esse caso com os amigos porque a midia já infectou a cabeça de muita gente.
Abçs

Anônimo disse...

A PM fez m.... Preocupado com a opinião pública em geral, as autoridaes acharam por bem dar o tempo q fosse necessário ao criminoso, pois bem, se tivesse dado fim na vida dele ñ estaria sendo penalizado mas achando q a situação estava sob controle deixou a o desenrolar complicado, quase tinhamos 02 vítimas fatais e o criminoso sairia ileso. Viva o PRONASCI!!!!!!

Anônimo disse...

Se os mais preparados e qualificados fizeram aquela "lambança", fico a imaginar o que fazem os demais nas suas atribuições cotidianas.
Foi vexatória a ação e o resultado catastrófico!

JHON disse...

A POLÍCIA SEMPRE FOI E VAI SER O ÚLTIMO REFÚGIO, SEJA ELA EM QUALQUER MODALIDADE DE CRISE. PRESCISAMOS ENVOLVER NESTA POLÍTICOS, QUE SÃO TÃO SABICHÕES.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner