quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Justiça

Bom ver a rapidez e precisão da justiça na resolução do caso que hoje foi anunciado pela imprensa. À época denunciada como precipitação aqui no blog a postura da mídia, e mais ainda do governador do RJ, ao chamar o PM envolvido de descontrolado e mal preparado, a ocorrência envolvendo o policial Marcos Parreira do Carmo que resultou na morte de Daniel Duque foi julgada pelo tribunal do júri, e o resultado foi absolvição por unanimidade, 7 votos a zero. Felizmente não prevaleceu o suposto "princípio da culpabilidade policial", onde os agentes da lei são vistos antecipadamente como culpados de crimes, demandando grande esforço dispensável em provar que não cometeram delitos. Bastante célere a justiça no presente caso, e certeira na decisão.

Um comentário:

Anderson disse...

Digna de registro a postura do Promotor, que, ao contrário do que normalmente se presume, não tem como papel ser o acusador, mas sim, de ser o fiscal da lei.

Digna de reprovação a conduta da mãe da "vítima", que não enxerga a conduta marginal do seu filho, e ainda quer imputar a resposabilidade do fato a alguém que agiu em legítima defesa.

Satrisfeito com o desfecho, apesar de achar que aconteceria o contrário, dada a pressão da Rede Globo.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner