sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Enredo

Os desdobramentos da situação ocorrida na UFBA fazem o assunto voltar a ser motivo de postagem, afinal surgiu outra notícia de que um estupro teria ocorrido na área do campus, na última semana. Além disso, destaca-se o pronunciamento estúpido, com o perdão do termo, da diretora da Faculdade de Dança, Dulce Aquino: “Não podemos aceitar nunca a PM dentro do campus. Eles são tratados como animais, agem como animais e são capazes de matar como qualquer bandido." Fica patente a limitação da capacidade de raciocínio e do cabedal de conhecimentos desta profissional, que muito deve conhecer de rebolado, suingue, ginga e requebrado, sem ofensas aos estudantes e trabalhadores da área, mas nada sabe sobre o trabalho que a PM realmente desempenha no dia-a-dia, pois só um estado de completa ignorância permite a uma mulher tecer comentários desta natureza, motivando resposta do comando geral da corporação, além de associações policiais. Não chamaria de animais os estudantes-traficantes lá matriculados por ser um partidário da defesa ambiental; quem cria os monstros que assustaram os alunos ultimamente são os próprios usuários de drogas em meio à classe discente. Um leitor anônimo deixou oportuno comentário aqui no blog ontem, sugerindo a instalação de um circuito de câmeras na universidade para identificar suspeitos, com certeza seria uma "mão na roda" ao trabalho da polícia. Mais feliz ainda foi a reportagem veiculada na imprensa há pouco, dando conta que na Universidade Federal de Santa Catarina, graças ao acesso franqueado à Polícia Civil das imagens gravadas por câmeras de segurança, que permitiram investigar a quadrilha que fazia o tráfico na instituição, foram presos hoje um segurança e 4 alunos, restando ainda 3 foragidos que integravam a cadeia do tráfico no campus. Há muito tempo se sabe do consumo de drogas principalmente na faculdade de comunicação da UFSC, tudo sob os "olhares cegos" dos seguranças. Não tem segredo, é só permitir que a polícia trabalhe e o resultado vem logo logo.

5 comentários:

Anônimo disse...

Ela não quer pois talvez com o falso oralismo dela seja mais uma das "LIBERALISTAS" que acha correto o que ocorre no Interior do campus da UFBA, com Trafico e uso de drogas explicitamentes, estudantes particando sexo no estacionamento, ou nos cantos da escola e etc. talveza Direitora queira tornar-se a sucessora de "PERNA" no comando do trafico de drogas nointerior do Campus.
A direitora - Prazer sou um policial, a quem no sufoco estudantentes vinheram a pedir socorro, aquele "animal" que a citada se refere. quem não conhece o campus universitario é quem esta se assustando com a situação, vaii ver de perto. e quem não quer policiamento. sera que ela é SADOMAZOQUISTA? e durante os atentados fica observando?

Anônimo disse...

Não sou policial,mas fico indignado com tal insinuação.Não tão distante tivemos um "canhalha"por assim dizer,que falou que "baiano é vagabundo",e mais,"só sabe tocar berimbal porque só tem uma corda".E agora essa!Uma instituição que tanto prega a igualdade social,o respeito mutuo entre as clásses,através de uma preconceituosa mancha mais uma vez sua imagem perante a sociedade.Pra mim,quem não é a faveor da polícia,é a favor da vagabundagem.Eis a escolha dela.Talvez ela queira fumar a maconha dela sussegada sem a polícia pra atrapalhar,né?É gente desse tipo que se camufla entre certas vertentes da sociedade que financia essa merda toda.Eis aqui o comentário de uma pessoa muito chateada com tal declaração...

Ivan Carlos Leite disse...

Os PMs são capazes de matar como qualquer bandido!
Concordo com ela, somos capazes de matar tanto quanto qualquer pessoa, independente de sua profissão, mesmo sendo uma diretora de uma faculdade federal, seja apertando o gatilho, seja financiando o tráfico...

Ivan Carlos Leite - Sd PM

menzes disse...

Oq a "nobre professora de rebolado esqueceu é que professores universitarios tbm roubam e até amtam como "qualquer bandido"
Exmplos dos reitores da Universidade de Brasilia e agora mais recentemente do Reitor da UFESP, acusadod e uso inrregular do cartão corporativo

Anônimo disse...

Lembramos a Diretora, que "a morte do Meliante é consequencia do confronto".
Não nascemos para matar, nem nos gloriamos disso, mais somos honrados por sermos POLICIAIS MILITARES.
Mias ainda assim gostaria de lembrar a mesma que, sempre que precisar de um socorro ainda asim nois os " Animais" como a mesma denominou, estaremos a disposição para servila.
Bandido é quem apoia o Trafico de Drogas e que tenta de forma pseudo-intelctual, impedir que a policia descubra a sugeira que ha no interior da UFBA.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner