sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Trabalho

Um dia como qualquer outro na rotina policial baiana: prisões, apreensões, trabalho e sucesso. Para tristeza das levianas acusações de frouxidão recentemente perpetradas pelo jornalista Jolivaldo Freitas, os policiais baianos continuam atuando com bravura e destemor. Basta uma breve consulta aos portais de notícias para darmos conta de que hoje uma quadrilha foi presa com cocaína e maconha em Saramandaia, com 4 homens presos, 1 menor apreendida, e outros 10 integrantes do grupo identificados, envolvidos em roubos e no tráfico de drogas. A Polícia Civil, através de agentes da 28ª Delegacia de Polícia (Nordeste de Amaralina), evitou um crime ao prender 3 bandidos que portavam um revólver e uma espingarda em tentativa de homicídio no Vale das Pedrinhas, sendo que 2 deles tinham passagens por furtos e homicídios. Três homens foram presos sob acusação de roubos e tráfico no Lobato, com eles foram apreendidas 600 pedras de crack, um revólver calibre 38, uma balança e dinheiro. A PM, por sua vez, enfrentou os tiros de traficantes na Invasão da Constituinte, no bairro de Periperi, onde 2 bandidos tombaram em confronto e 1 sargento foi atingido com tiro nas costas, salvo pelo colete balístico que utilizava, o que renova a necessidade do uso constante deste equipamento. Foi apreendido um revólver calibre 38 e uma espingarda de fabricação caseira, sendo encontrados ainda cinco papelotes de maconha e uma quantidade de crack. Ontem a PM gerenciou uma situação de crise envolvendo refém no Dique, dando um desfecho ideal para o caso. É só uma pequena parcela do exemplar e incansável esforço de muitos policiais baianos, que não se abatem diante das covardias ou injustiças que sofrem. Se as delegacias e presídios andam abarrotados e superlotados, com certeza não foi pela rendição voluntária dos presos, mas pelo constante destemor dos homens da lei, que sobem, descem, correm e voam para capturar os males da sociedade.

8 comentários:

Marques disse...

Enquanto a midia tenta colocar a população a todo o custo contra a PM. Os policiais continuam a responder a esta injusta "perseguição" com sua obrigação maior, que é não deixar o cãos cair sobre a sociedade. Aqui fica registrado o meu respeito aos membros desta corporação não dexistam não parem de lutar não parem de acreditar. A "sociedade de democratica" que conhecemos depede de vocês para continuar a existir...

Anônimo disse...

Em relação ao Sgt PM atingido pelo tiro: o apresentador Raimundo Varela deve estar satisfeitíssmio com essa informação haja visto ele ter dito em seu programa que não havia PM ferido nos autos de resistência.Colocando em dúvida a autenticidade Policial Militar.

Anônimo disse...

Parabéns à PM e PC da BA.Quanto a esses infelizes " palpiteiros ", devemos lembrar : " SO SE JOGA PEDRA EM ARVORES QUE DÃO BONS FRUTOS ". Sou leitor assíduo dese blogger.

Sub Ten PMMG Marcos

Anônimo disse...

Off post, mas valido dizer: gostei da resposta que vc deu à baranga escritora do blog A queima-Roupa.
Vale ressaltar que ela já julgou e condenou o tenente da RONDESP no eposodio com o reporter da Radio Sociedade.
Engraçado que o jornal pertencente ao espólio do homem que costumava dar tapa na cara de reporteres (e por isso, era temido pelos jornalistas, que só o entrevistavam cheio de dedos) agora queira acusar a PM de truculenta com a imprensa.

Victor disse...

Pois é, a incoerência da imprensa baiana tem alcançado níveis assombrosos ultimamente. Custe o que custar, querem lucros de qualquer maneira, sem pensar antes de acusar um homem ou ofender uma corporação inteira.

Na Moita disse...

Somos atacados por uma imprensa marron ( TV Itapoan ), comandada por um inescrupuloso troglodita entitulado Varela, que nao mede as palavras quando se refere ao ataque insano à corporação Milícia de Bravos, segundo uma minoria da sociedade somos uma praga, um mal necessário.
Nao esqueçam que só e tao somente Deus é quem protege a todos, nós policias damos uma sensação de segurança e que muitas vezes esses mesmos autores de críticas destrutivas clamam a nós ( policiais )quando estão encurralados pela bandidagem, ao invés de clamarem pelo protetor supremo.

Anônimo disse...

Prezado Na Moita

Varela tem odio da PM porque na decada de 1990, o filho dele toxicomano foi preso fazendo baderna e tomou a "quarta parte" da guarnição. Ele implorou para que o marginal fosse solto, mas o tenente (Hj capitão) foi irredutivel.

Na Moita disse...

Prezado Anônimo.
O troglodita acima citado não só tem ódio da policia por causa deste fato delituoso provocado pela sua ninhada, mas antes mesmo desta década de 90 ... o citado acima ......( filho de peixe peixinho é.
Um abraço.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner