sábado, 25 de abril de 2009

Corrigir

Amanhã será disputado novo BAxVI em Pituaçu, excelente oportunidade para corrigir falhas percebidas no último clássico, onde a PM pareceu tolerante demais diante dos primeiros indícios de agressividade das torcidas. Faltaram patrulhas na área externa enquanto a bola rolava, o que prejudicou a segurança. O BPChq, como de praxe, se retira diretamente do campo no apito final da partida, fazendo falta no momento crítico que se vivencia dos portões de saída em diante. Os torcedores continuam sendo responsáveis pelos tumultos nas catracas antes do jogo, uma vez que, em virtude da proibição da venda de bebidas alcoólicas no interior do estádio, grande parte permanece bebendo até minutos antes do início na parte externa, aglomerando-se subitamente nos portões de acesso de uma só vez, e a vazão não permite a entrada imediata, culminando em empurra-empurra e sufoco. O efetivo escalado novamente cresce, mais de 1100 PMs, alcançando patamares bastante elevados, mas ainda assim é possível que sejam constatadas confusões. Mesmo sendo voluntário a trabalhar na folga, sem remuneração ou recompensa, este que escreve foi impedido de estar presente na operação, por questões ditas educacionais da administração.

2 comentários:

gel souza disse...

Somos uma unica tropa!!! No bpchq se ensina que a união faz a força e não podemos estar em varios lugares ao mesmo tempo, pos isso que a perte exterior do estadio depois do jogo deve ser coberto pelo pessoal de area, cumprimos nossa missão dentro do estadio e poderiamos com certeza ajudar depois na area externa como ja fizemos inumeras vezes, mas infelizmente muitas das patrulhas q lá estavam somem quando chegamos dexando nosso trabalho sobrecarregado, exemplo foi quando aconteceu aquela trajedia na fonte nova, faltando 2 minutos pra terminar o jogo o cmd do jogo q ñ era do choque mandou metade da tropa ir p os portoes deixando o campo desgarnecido devido a quantidade de pessoas que estavam no estadio, se não tivessem nos tirado do isolamento aquela invasão não teria acontecido. Assim, é importante que tenhamos um trabalho em conjunto,pois parece que somos duas tropas diferentes e não somos, pelo contrario, no BATALHÃO DE POLICIA DE CHOQUE a doutrina é indentificarmos como um todo, somos da pmba. " a união faz a força" precisamos de voces.

Victor disse...

Também condeno discriminações na corporação, minha dúvida era em relação à escala do BPChq no último jogo, se realmente se mantiveram em serviço até o horário para o qual foram convocados, por que ainda havia demanda de policiamento na área.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner