quinta-feira, 2 de abril de 2009

Pago

Uma das frases mais comumente ditas por cidadãos deseducados em desfavor de policiais costuma ser "Eu quem pago seu salário!", e poucas são as assertivas tão carentes de fundamento quanto essa. O indivíduo diz isso pensando nos impostos que lhe são cobrados, esquecendo-se que aquele homem a quem dirige o impropério também está submetido ao mesmo controle fiscal, sendo tão contribuinte quanto qualquer outra pessoa, pagando ao Governo as mesmas taxas a que estão sujeitos os demais habitantes. Logo, o policial paga seu próprio salário.
Seguindo mais adiante, percebe-se que a dinâmica cíclica da nossa economia torna a circulação do capital algo constante e ininterrupto, de tal modo que o policial também paga o salário do sujeito reclamante, seja adquirindo seus produtos, utilizando de seus serviços, ou qualquer outro modo de transação financeira. Ou seja, em nossa sociedade, em maior ou menor medida, todos pagam o salário dos demais, sem que isso estabeleça um escalonamento hierarquizado entre as pessoas, uma relação de patrão e empregado distorcida e abusiva. Quem pensar em se arriscar a cometer o crime de desacato contra os homens da lei, que pelo menos o faça de modo mais racional e coerente, não com esse chavão infundado e irrazoável.

16 comentários:

praça disse...

Muito bom esta explanação do texto sobre este assunto.Acabei acatando uma linha de raciocinio que ainda ñ havia percebido.

Na Moita disse...

Pois é paisanos, experimentem dizer a mim que pagam o meu salário !!!!

Anônimo disse...

Péssimo patrão este........

1º Cão disse...

Gostei da lógica, Se o cidadão paga meu salário como ele diz, então ele ainda me deve muito e não paga, logo é caloteiro e inadimplente.... (só pra relaxar)

Sogetrans disse...

É bom falar isso para os "praças" folgados que tem por aí, aqueles que se julgam A LEI e não serviçais dela.....

Na Moita disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Na Moita disse...

Caro Victor, nao entendi por quais motivos você deletou meu comentário, mas sem problemas, percebi que você apenas quer ler o que te agrada, em respeito ao Blog que tem uma cultura de ser imparcial, correto, coerente e justo, vou continuar fazendo parte dele nao mais como comentarista, mas apenas como leitor.
Um abraço, fique com Deus

Victor disse...

Desde que ingressei na corporação, cansei de ler, ver e ouvir incontáveis manifestações da mais alta indisciplina subversiva vindo de baixo para cima na cadeia hierárquica, e ainda não vi um único oficial sequer agir da mesma maneira, tratando indiscriminadamente todo o corpo de praças como ruim, abertamente com generalização. Isso é fato, verdade real.
Infelizmente, após centenas de postagens e vários comentários, foi preciso apagar o primeiro. Não serão aceitas generalizações de qualquer espécie, não faço isso quando cito fatos negativos nas postagens, envolvendo quem quer que seja.
Na Mira, sempre tive apreço por suas constantes participações, mas temos que ter cautela ao falar do que é desconhecido, o que lhe faltou em relação à APM, bem como o uso de vocabulário mais formal e menos agressivo. Até seria tolerável uma postagem sua como a do Sogetrans acima, que restringe a crítica ao rol dos que excepcionalmente destoam do ideal, mas disparar cegamente contra o desconhecido, sem chance.

Victor disse...

Corrigindo, onde está escrito Na Mira, leia-se Na Moita. Força do hábito.

Anônimo disse...

Vai começar a luta de classes...meu deus..o vestibular do CFO está ai pra quem quiser, independnetemente da idade o praça. Basta estudar...o que não pode é a mera inveja, recalque,de não ter conseguido galgar uma posição melhor na piramide hierarquica da corporação e destilar diariamente a inveja contra aqueles que, via vestibular, conseguiram.(escondendo-se, é claro no anonimao de um blog ou nas rodinhas secretas dos alojamentos).
O episodio envolvendo os coroneis rcentemente serviram de valvula de escape aos frustrados para atacarem a classe do oficialato. Todos os oficiais, da noite para o dia, viraram ladrões porque três coroneis são. No carnaval, um soldado estuprou um mulher em Itamaraju e nem por isso foi dito que todos os praças eram estupradores. Vitor, vc cria cobra em caixa de sapato, deixando pessoas que odeiam a sua patente atacar sua classe em SEU blog. Gosta de ser ofendido em sua casa?

Anônimo disse...

Vai começar a luta de classes...meu deus..o vestibular do CFO está ai pra quem quiser, independnetemente da idade o praça. Basta estudar...o que não pode é a mera inveja, recalque,de não ter conseguido galgar uma posição melhor na piramide hierarquica da corporação e destilar diariamente a inveja contra aqueles que, via vestibular, conseguiram.(escondendo-se, é claro no anonimao de um blog ou nas rodinhas secretas dos alojamentos).
O episodio envolvendo os coroneis rcentemente serviram de valvula de escape aos frustrados para atacarem a classe do oficialato. Todos os oficiais, da noite para o dia, viraram ladrões porque três coroneis são. No carnaval, um soldado estuprou um mulher em Itamaraju e nem por isso foi dito que todos os praças eram estupradores. Vitor, vc cria cobra em caixa de sapato, deixando pessoas que odeiam a sua patente atacar sua classe em SEU blog. Gosta de ser ofendido em sua casa?

Victor disse...

Ao Anônimo acima, concordo plenamente com o que escreveu, e estou sendo forçado a rever os procedimentos de não censurar comentários por aqui. Para mim eles servem como um termômetro para mensurar instatisfações, sondar opiniões sobre os assuntos, mas há quem abuse do mau uso, extravasando frustrações de modo inaceitável. O acompanhamento se manterá constante, talvez com mais rigor frente aos desvios.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Victor disse...

Reitero que comentários são sempre bem vindos, sendo definitivamente inadmissíveis ofensas de qualquer natureza, de cima para baixo, de baixo para cima.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
clio disse...

Sou praç da pmba, e sou leitor deste blog a pouco tempo, este espaço é muito importante para discurtimos e mostrar nossa indignação frente as correntes acusações sem fudamento por parte da impressa e de uma sociedade alienada guiada por falsas ideologias, porém fiquei um pouco decepcionado com alguns comentários que insiste em criar um abismo entre praças e oficiais.

 
BlogBlogs.Com.Br

'Digite seu e-mail:'

Fornecido por FeedBurner